quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Inflação do aluguel mais que dobra em janeiro, diz FGV.

Em 12 meses, o índice acumula alta de 10,95%.
Avançaram preços no atacado e varejo, considerados no cálculo do índice.


A inflação do aluguel, medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado) registrou variação de 1,14% em janeiro, mais do que o dobro de dezembro, quando o indicador variou 0,49%, segundo informou nesta quinta-feira (28) a Fundação Getulio Vargas (FGV). No primeiro mês de 2014, a taxa havia ficado em 0,76%.
Em 12 meses, o índice acumula alta de 10,95%.


Usado no cálculo do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede os preços no atacado, avançou de 0,39% para 1,14%.
O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que avalia os preços no varejo e também entra no cálculo do IGP-M, registrou variação de 1,48%, em janeiro, ante 0,92%, em dezembro, com destaque para o grupo de gastos relativos a educação, leitura e recreação (de 1,05% para 3,67%).
Com peso menor que o dos outros subíndices, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) variou 0,32%, acima do resultado de dezembro, de 0,12%.

Fonte: G1 Economia

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Registro de Empresa

Caro(a) Corretor(a) de Imóveis,

A atividade empresarial é uma das molas propulsoras do desenvolvimento econômico e social de nosso país, que amplia a capacidade produtiva, gera renda e, consequentemente, melhora as condições de vida de nossa sociedade.
Diante do exposto, para você que busca dinamizar sua profissão agregando a atividade empresarial, seguem informações detalhadas sobre os tipos de empresas (naturezas jurídicas) que permitem sua inscrição no CRECI-RS.

Etapas de registro da empresa

Para abertura, registro e legalização de uma empresa, é necessário o registro na Junta Comercial ou no Cartório, em função da natureza das atividades constantes do objeto social, inscrições em outros órgãos, tais como Receita Federal (CNPJ), Prefeitura Municipal, Previdência Social e Caixa Econômica Federal.
O passo inicial para constituição da empresa será no Órgão responsável pelo registro.
Para tanto se faz necessário verificar qual será a modalidade de sua empresa, para se dirigir ao devido estabelecimento.
O empresário individual é registrado apenas na Junta Comercial, as demais modalidades de sociedades ou EIRELI podem ser registradas na Junta Comercial ou Cartório de acordo com o objetivo social descrito no contrato de constituição da empresa. Conheça as características de cada modalidade e faça sua opção.




Obs: No caso de registro no Cartório de Registro Civil, a constituição da empresa deverá iniciar primeiramente no Órgão de Classe, tendo em vista a necessidade de averbação no contrato social ou alteração contratual.

Inscrição na Secretaria da Receita Federal do Brasil

No que tange à inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), informamos que em quase todas as Juntas Comerciais essa inscrição pode ser feita juntamente com os documentos de registro. Caso o sistema de sua cidade ou estado não esteja integrado, essa inscrição deverá ser efetuada após o registro na Junta Comercial. Já no caso de registro no cartório, o registro não é integrado. Segue link contendo as informações necessárias para proceder a Inscrição na Secretaria da Receita Federal do Brasil:

Inscrição no CNPJ – Orientações

Prefeitura Municipal

Se a empresa exercer atividade de serviços, providencie a inscrição na Secretaria de Finanças ou de Fazenda da Prefeitura. Em vários municípios, essa solicitação se dá simultaneamente com a solicitação do Alvará de Funcionamento.

ALERTA IMPORTANTE!

O Alvará de Funcionamento é o documento hábil para que os estabelecimentos possam funcionar, respeitadas ainda as normas relativas a horário de funcionamento, zoneamento, edificação, higiene sanitária, segurança pública e segurança e higiene do trabalho e meio ambiente. A expedição do alvará é de competência da Prefeitura Municipal ou da Administração Regional (no caso do Distrito Federal) da circunscrição onde se localiza a empresa. Uma vez obtido o Alvará de Funcionamento Provisório ou o Alvará de Funcionamento, conforme o caso, a empresa poderá iniciar as suas atividades.

Cadastro na Previdência Social

Após a concessão do alvará de funcionamento, a empresa já está apta a entrar em operação. No entanto, ainda faltam duas etapas fundamentais para o seu funcionamento. A primeira é o cadastro na Previdência Social, independente da empresa possuir funcionários. Para contratar funcionários, é preciso arcar com as obrigações trabalhistas sobre eles. Ainda que seja um único funcionário, ou apenas os sócios, inicialmente, a empresa precisa estar cadastrada na Previdência Social e pagar os respectivos tributos. Assim, o representante deverá dirigir-se à Agência da Previdência de sua jurisdição para solicitar o cadastramento da empresa e de seus responsáveis legais. O prazo para cadastramento é de 30 dias após o início das atividades.

Inscrição no FGTS (Caixa Econômica Federal)

A inscrição no FGTS deverá ser realizada nas agências da C.E.F. É de fundamental importância a inscrição da empresa, mesmo que não possua funcionário, para que caso haja necessidade de consulta dos demais órgãos sobre a regularidade do FGTS, será possível a emissão de certidão. Segue link contendo as informações, porém o cadastro é realizado de forma presencial nas agências da CEF.


MODALIDADES

  • EMPRESÁRIO INDIVIDUAL;
  • SOCIEDADES;
  • EIRELI.

COM RELAÇÃO AO SIMPLES NACIONAL

As alterações promovidas pela Lei Complementar 147/2014 abriram, sem dúvida, boas perspectivas quanto à redução de tributos e a um regime fiscal mais justo, baseado no faturamento.

No caso, as modalidades empresário individual, EIRELI e Sociedade Empresária ou limitada, poderão optar pelo Simples somente como Microempresas (ME) ou Empresas de Pequeno Porte (EPP).

O Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) aprovou a Resolução CGSN nº 115, de 4/09/2014, que veicula os primeiros itens da regulamentação das alterações trazidas pela Lei Complementar nº 147, de 7 de agosto de 2014, sendo inseridas novas atividades empresárias e a corretagem de imóveis a terceiros e os serviços prestados mediante a locação de imóveis foram inseridos no anexo III da LC 123/2006.

O limite da receita bruta anual para a opção pelo Simples é de R$ 360 mil para as MEs e até R$ 3,6 milhões para as EPPs. E em termos fiscais, a corretagem imobiliária está enquadrada na tabela 3, cujas alíquotas variam de 6% a 17,42%. Ainda assim, para fazer a melhor escolha, é essencial que a empresa analise junto ao seu contador a situação mais vantajosa em termos tributários.

A empresa terá 30 dias após a constituição para aderir a esta opção através do site da Receita Federal - Simples Nacional.

Segue a tabela do Simples Nacional ANEXO III para conhecimento.


TABELA DO SIMPLES NACIONAL

Anexo III



Seguem links que serão de grande valia para sua empreitada e manual do Departamento de Registro Empresarial e Integração da Presidência da República que, com certeza, facilitará sua compreensão quanto aos requisitos exigidos para constituição de empresário individual, EIRELI e sociedades.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Inadimplentes terão imóveis do Minha Casa Minha Vida retomados pela Caixa

Mudança de postura do banco em relação à cobrança de quem não está pagando as prestações atinge a faixa 1 do programa — ou seja, famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil.



A categoria do Programa Minha Casa Minha Vida que está com maior índice de inadimplência terá seus imóveis retomados pela Caixa. A informação foi dada na edição deste domingo do jornal O Estado de S. Paulo.

Os beneficiários que correm esse risco representam 25% do total de participantes da faixa 1 do programa social do governo federal e estão inadimplentes há mais de três meses. Da categoria, fazem parte famílias com renda mensal de R$ 1,6 mil.

O índice é dez vezes maior do que os atrasos dos financiamentos imobiliários tradicionais e também bem acima dos demais beneficiários. Esse tipo de contrato tem subsídio (a parte paga pelo governo) de até 95%, e as prestações não podem ultrapassar 5% da renda da família.

Quem está com os pagamentos atrasados, após os primeiros dias de vencimento das faturas, passou a receber ligações e SMS de cobrança da Caixa.

A mudança de postura acontece devido ao agravamento da crise econômica do país e ao fato de a quase totalidade desses imóveis estar sendo bancada com dinheiro público.

Fonte: Zero Hora

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

OS ÚLTIMOS DIAS DE DILMA EM BRASÍLIA E OS PRIMEIROS DE LULA, NA CADEIA!

As próximas 72 horas serão decisivas para a política brasileira. 


A indicação de que Lula é a “bola da vez“, recaindo sobre ele o comando das “atrocidades” praticadas contra os cofres da Petrobrás, e a indicação que poderá ser preso a qualquer momento, transformam Brasília, neste final de semana, no “caldeirão do capiroto“… SALVE-SE QUEM PUDER!

Numa manobra escapista, na qual tenta salvar sua própria pele, a Presidente Dilma Rousseff estaria, giza-se estariadisposta a “sacrificar” Edinho Silva, Mercadante e Jaques Wagner do seu quadro de Ministros. Deslocaria José Eduardo Cardoso da Justiça para o Ministério da Defesa, para tentar debelar “o fogo dos quartéis“; estaria à procura de um novo “Tancredo Neves” e esse nome pode ser Pedro Simon para chefiar a Casa Civil, que assumiria a figura de “um primeiro-ministro” na vaga de Mercadante que iria para a Defesa – seu pai é General da Reserva -; Wagner assumiria a função de Ministro de Assuntos Institucionais e Edinho Silva ficaria na estrada, à mercê de um camburão da Polícia Federal, demonstrando DESAPEGO para com os aloprados…

Na Justiça, Dilma sonha todos os dias com o ex-Ministro do STF, Cezar Peluso.

Mesmo sendo editado há exatos 3 mil kms de Brasília, o Cristalvox possui excelentes fontes nos arredores da “copacabana”.

Quem viver, verá!

Fonte: Cristalvox

Até os petistas acham provável o impeachment de Dilma. Até o TSE pode cassar o PT.

O fim do partido está a cada dia mais próximo.


Mônica Bergamo informa na Folha:

“Ministros, deputados e senadores do PT já consideram não apenas possível mas provável que a presidente Dilma Rousseff seja afastada do governo num processo de impeachment ainda neste ano. O clima é de abatimento”.

Outra matéria do jornal acrescenta que o TSE vai decidir se abre uma investigação para apurar se o PT foi financiado com recursos desviados do petrolão.

O ministro João Otávio de Noronha emparedou o presidente do tribunal, Antonio Dias Toffoli, encaminhando-lhe o pedido.

Se Toffoli der andamento, o PT poderá ter o sigilo de suas contas quebrado e, caso comprovadas as notórias irregularidades, ser punido com a cassação do registro.

Não se sabe se Toffoli também está abatido. Mas o fim do partido está a cada dia mais próximo.

Por: Felipe Moura Brasil

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Contas do Estado serão desbloqueadas nesta quinta-feira.

Até a meia-noite, recursos do ICMS relativos à substituição tributária seguirão entrando no Tesouro estadual, propiciando o fim do bloqueio imposto pela União.

Depois de 10 dias paralisadas pelo governo federal, as contas do Estado serão desbloqueadas na manhã desta quinta-feira. Ao retomar o controle do caixa, oPalácio Piratini garante que pagará a segunda parcela dos salários do funcionalismo — equivalente a R$ 800 líquidos — na sexta-feira, conforme o cronograma.

O fatiamento da folha foi anunciado em 31 de agosto, quando a Secretaria da Fazenda deixou, mais uma vez, de pagar a dívida com a União. A "pedalada" levou o governo federal a aplicar a sanção prevista no contrato para sequestrar o valor postergado.

O governador José Ivo Sartori chegou a ir ao Supremo Tribunal Federal com os presidentes da Assembleia e do Tribunal de Justiça para pedir compreensão e pressionar pelo desbloqueio, mas não teve êxito.

A partir de agora, com fim da punição, o Palácio Piratini terá pela frente cerca de R$ 1,3 bilhão em despesas pendentes — incluindo R$ 745 milhões dos contracheques. A parcela a ser quitada amanhã, segundo a Fazenda, está garantida pelo ingresso de tributos e de repasses federais. Na sequência, há outros dois depósitos programados.

A possibilidade de que tudo seja pago de uma vez é remota. Para isso, o projeto que amplia o uso dos depósitos judiciais — recursos de terceiros sob a guarda do Poder Judiciário — teria de ser aprovado na próxima semana.

A proposta foi enviada à Assembleia na sexta-feira passada, mas governo e oposição não chegaram a um acordo para antecipar a votação. A base só aceita fazer isso se os adversários concordarem em votar, também, a proposta que eleva impostos. Até agora, nenhum dos lados cedeu.


A situação das finanças

- Até a manhã desta quinta-feira, terão ingressado cerca de R$ 300 milhões nos cofres estaduais no mês de setembro, a maior parte em ICMS.

- Como a União bloqueou as contas do Estado para sequestrar R$ 265,4 milhões para pagamento da parcela da dívida, restarão cerca de R$ 35 milhões em caixa.

- Entre hoje e sexta-feira, com as contas já desbloqueadas, o Estado receberá nova leva de ICMS, além de alguns repasses federais. Projeção: R$ 275 milhões.

- Com isso, segundo a Secretaria da Fazenda, será possível pagar a segunda parcela dos salários pendentes, estimada em R$ 230 milhões.


O calendário do parcelamento dos salários



Sexta-feira

O Piratini depositará R$ 800 líquidos por matrícula. Com isso, serão quitadas as remunerações de quem ganha até R$ 1,4 mil (32% dos vínculos).


Dia 15

O governo fará o depósito da parcela líquida de R$ 1,4 mil por matrícula, com o ICMS do comércio, recolhido no dia 12. Assim, serão quitados os vencimentos de quem ganha até R$ 2,8 mil (67% dos vínculos).


Até o dia 22

Os servidores que ganham mais do que R$ 2,8 mil receberão a parcela complementar, e 100% da folha estará paga. Como nos dias 20 e 21 ingressa mais uma leva de ICMS, há a possibilidade de antecipação.

Taxa de intermediação de locação em Canoas.

Imobiliárias passam a cobrar taxa de intermediação de locação em Canoas.

Discurso de posse da nova diretoria - Sr. Paulo Quiles
discursando em 14.08.2015.

Conforme reunião que tivemos com o atual presidente a ASSOCI - Associação dos Corretores de Imóveis de Canoas, Sr. Paulo Quiles no dia 08 de setembro de 2015, em nossas dependências, nos foi passado que as Imobiliárias de Canoas, estão iniciando a cobrar a taxa de intermediação de locação.


Como funciona, apos perfectibilizado o contrato de locação o primeiro mês de aluguel integral pago pelo locatário (inquilino) que deveria ser repassado para o Locador (proprietário) será da Intermediadora (imobiliária), passando o Locador a receber o aluguel somente apos o segundo mês de locação, ou poderá ser parcelada em até duas vezes 50% no primeiro mês e 50% no segundo mês, não podendo o proprietário se eximir deste pagamento.

Esta taxa é legal, tem como base jurídica a Resolução nº 334/92 do COFECI - Conselho Federal de Corretores de Imóveis.

A idéia é que todas as imobiliárias de Canoas passem a cobrar uma taxa que já é cobrada em grande parte do Estado do Rio Grande do Sul. 


O que não muda nada referente a taxa de administração cobrada pela administração do bem que é de 10% (dez por cento) será repassada ao Locador, já no primeiro mês de locação.

Algumas Imobiliárias já iniciaram a cobrança da taxa, nós da Guilherme Imóveis estamos em negociação com a Associ e até o momento ainda não aderimos ao sistema. Por esta razão estaremos trazendo maiores informações a respeito da cobrança nos próximos meses.

Se fosse cidadão comum, Sartori clamaria por mais segurança.

Como governante, José Ivo Sartori vive num mundo à parte.


O levantamento preparado pelo Diário Gaúcho, mostrando que a milésima morte violenta na Região Metropolitana nunca aconteceu tão cedo, é mais um eloquente alerta sobre o avanço da criminalidade na capital e municípios vizinhos.

Apesar de todas as evidências, o governador Sartori insiste que a situação está sob controle. E abre mão de pedir a ajuda da Força Nacional de Segurança Pública, tropa federal formada por policiais altamente treinados, cuja presença em Porto Alegre poderia dar um "sacode" na bandidagem. Governantes são assim: vivem num mundo à parte.

Cercados de seguranças, ninguém chega perto deles. O perigo passa longe. Quero ver Sartori como um cidadão comum, obrigado a caminhar da Avenida Salgado Filho ao Camelódromo à noite, para pegar o ônibus. Em poucos dias, estaria clamando por mais polícia na rua também.


Igual aos outros


Nosso governador disse que o quadro da segurança no Rio Grande do Sul é semelhante ao existente em outros estados do Brasil. A comparação é vaga e carece de dados comparativos.

Mas, para efeito de raciocínio, vamos admitir que seja isso mesmo. Só que 14 colegas de Sartori já pediram ajuda à Força Nacional, num sinal claro de que já não conseguem enfrentar a criminalidade sem reforço.

Se vivemos situação parecida, com diz o governador, por que não seguimos o exemplo deles então? Ou será que só estamos iguais a quem ainda não recorreu ao socorro federal?


Corneta do ex


Ex-secretário da Segurança Pública no governo Yeda, o deputado estadual Ênio Bacci (PDT) alfinetou o atual titular da pasta Wantuir Jacini pelo Twitter. "Governo demora demais para reagir contra a bandidagem. Falta voz de Comando na SSP/RS. O silêncio do secretário é preocupante", escreveu Bacci, sintetizando o pensamento da maioria dos gaúchos.

Quando a crítica é feita pela imprensa, a autoridade tende a dizer que é falta de conhecimento. Bacci, ao contrário, já sentou na cadeira de Jacini e sabe bem do que está falando.

Por sinal, embora curta, sua passagem pela Segurança Pública foi marcada pelo "calor" que a polícia deu na bandidagem. É tudo o que o momento exige.

- Opinião - 

Votei no Sartori e estou amargamente arrependida. Acho que falta muito bom senso para o atual governador.
Vivemos uma crise causada por decisões erradas do antigo e atual governo. E o Sr. Governador vai para o palanque discursar, dizendo que o povo deve ter paciência e entender a atual situação do Estado.
Eu pergunto: - E o povo gaúcho como fica?!
Fica falido e desesperado.....

Será que podemos mandar nossas contas de luz, água, internet, remédios, alimentação, escola, creche, plano de saúde, telefone, tv a cabo, combustível, cartão de trem e ônibus, financiamento da casa própria, aluguel, entre outras  para o Sr. pagar?
Gente os credores não querem saber se tu pode ou não pagar, eles querem o que lhes é devido.
E a instabilidade, no que tange a segurança publica, não podemos sair para lugar algum, e o Sr. Governador diz que não é necessário pedir ajuda a Segurança Nacional. Claro que não é necessário PARA O SENHOR pois esta seguro cercado de seguranças, mas e o resto da população?
ACORDA Sartori, deixa de ser um gringo teimoso e começa a agir como governante do estado que foi eleito pelo povo para o povo.
Não sei se um impeachment seria a solução dos problemas de finanças e seguranças do Estado. Mas acho que sim é necessário uma intervenção tanto econômica quanto militar, também acho que o Sr. Ivo Satori não tem competência pra governar e provou isso nestes ao longo destes nove meses.
Espero que tudo melhore, mas acredito que vai demorarrrrrr.

Fonte: ClicRbs Gaucha.

Levy diz que País não está em crise após redução da nota de crédito.

O ministro admite, no entanto, que o rebaixamento tem impacto na economia


O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, garantiu que o País não está à beira de uma crise, ao comentar a perda de investimento para a a economia brasileira anunciada pela agência de risco Standard & Poors. Levy concedeu entrevistas ao Jornal da Globo e ao Jornal Nacional na noite de quarta-feira (9).

O ministro admite, no entanto, que o rebaixamento do País tem impacto em diversos aspectos da economia. Segundo ele, essa decisão da agência de risco indica a importância de o governo continuar o trabalho da recuperação fiscal como uma das principais alavancas para a retomada do crescimento.

Levy lembrou, ainda, que assumiu a Fazenda para fazer o ajuste fiscal. Para garantir isso, o ministro reafirmou que o governo deve e vai cortar gastos e que os cortes serão maiores dos que já aconteceram em alguns casos.

O orçamento do ano que vem do governo federal projeta um déficit de R$ 30 bilhões.

- Opinião -

Acredito que todo tipo de economia do governo é valida, mas acho também que este ajuste não pode ser passada para o povo, através de alta de impostos e corte de serviços básicos como saúde e educação como já vem acontecendo.
Agora o que me deixou indignada, é o ministro falar que "as pessoas devem olhar com responsabilidade", é sério mesmo?!?!?!?!
"Existe um problema difícil, que é um programa que só vai ser vencido se as pessoas olharem com responsabilidade. A gente tem dado um diagnóstico transparente, verdadeiro e agora as pessoas têm que tomar essas responsabilidades em todos os níveis. O governo vai, deve cortar gastos, sim. Mais do que já cortou em outros casos. E com gestão, ferramentas inteligentes. E, se precisar, a gente tem que ter disposição de também fazer um sacrifício para todo mundo poder voltar a ter a economia crescendo", disse Levy."
O povo tá vivendo em uma dificuldade financeira enorme, não é o povo que esta roubando. Veja bem, povo que eu falo é o trabalhador que sustenta sua família, acordando todos os dias cedo, Para variar o fiel defendor da presidente Dilma, foi para a teve falar uma coisa importante, mas acabou falando besteira.
O que tem que acontecer é que todos que embolsaram o dinheiro pago pelo povo através de impostos, serem condenados a devolver tudo e serem presos, ai sim vai acabar essa recessão que estamos vivendo.

Fonte: Gaucha e G1

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Em menos de 24 horas, 15 pessoas são mortas na Região Metropolitana

Quinta-feira foi marcada por ônibus incendiados e tensão na Zona Sul de Porto Alegre


A Região Metropolitana viveu as 24 horas de maior violência neste ano entre quarta e quinta-feira. Pelo menos 15 pessoas foram assassinadas nas mais variadas circunstâncias. Quando ainda se contabilizavam as mortes da noite e madrugada na Zona Sul da Porto Alegre, o dia começou com homicídios e incêndios de ônibus.

O início da tarde revelou que não haveria trégua. O pior caso veio de Alvorada.Três homens foram executados na Rua Otávio Rocha, Bairro Intersul. Dois deles morreram no local e um chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu. Segundo informações da Brigada Militar, o crime ocorreu em via pública e os mortos estavam desarmados quando foram surpreendidos pelos matadores.

A principal suspeita tem a ver com disputa relacionada ao tráfico de drogas, já que a poucos metros funcionaria um ponto de vendas. Moradores da região afirmam que a violência vem assustando nas últimas semanas. No mesmo local, por causa do tráfico, outra morte teria ocorrido semana passada.


Mapa mostra os locais dos assassinatos ocorridos entre o início da noite de quarta até a tarde desta quinta-feira:



Fonte: Zero Hora.